Já pensou que a educação das crianças pode estar causando problemas no seu casamento?

Falta de alinhamento no discurso pode dificultar a educação dos filhos e a relação parental e do casal.

Imagine a seguinte cena: a criança quer sorvete. A mãe diz não, pois é necessário fazer uma refeição antes. Na sequência, ignorando a recomendação materna, o pai atende o pedido e compra o sorvete. O(A) pequeno(a) parece feliz, mas o casal passa o restante do dia em conflito. Pareceu comum? Pois é: situações como a acima, de fato, acontecem bastante.

Além de algo aparentemente banal e chato de lidar, o conflito de autoridade entre os pais pode se tornar algo maior, causando conflitos à relação familiar (casal e criança).

Segundo as especialistas do Instituto do Casal, Denise Miranda de Figueiredo e Marina Simas de Lima, o trabalho que envolve a educação dos filhos pode causar estresse e afetar o relacionamento. “Casais muito acostumados à autonomia, em geral mais velhos, sofrem ainda mais, pois precisam aprender a dividir o tempo e o afeto”, pontua Marina.

Divisão de tarefas

A divisão de tarefas é parte fundamental para não haver sobrecarga em um dos lados. “Os pais podem fazer um exercício: listar todas as responsabilidades da educação das crianças e verem, juntos, em uma conversa harmoniosa, o que cabe melhor na rotina de cada um. Assim, monta-se um cronograma de ações”, sugere Denise.
A presença do pai na criação e educação dos filhos tem aumentado, segundo pesquisa do Centro para Trabalho e Família, da universidade Boston College, nos Estados Unidos, realizada durante seis anos, sobre o perfil dos “novos” pais. Os pesquisadores chegaram à conclusão que essa nova geração passa mais tempo cuidando dos pequenos. Segundo mesmo estudo, a quantidade de horas que os pais passam com os filhos triplicou nas últimas décadas.

Para Marina, a mudança de comportamento é palpável, mas ainda não pode ser considerada ideal. “A sobrecarga maior ainda é sobre a mulher, que normalmente fica responsável por cuidar de um filho doente, por exemplo, embora tenha sua própria carreira e compromissos profissionais. Essa diferença no volume de responsabilidade pode causar problemas e deve ser motivo de conversas entre o casal também”, explica.

Vamos falar a mesma língua?

Não é apenas o casal que sofre quando há conflito de autoridade. De acordo com as especialistas, as crianças ficam confusas com esse tipo de comportamento. “Os filhos podem usar esse descompasso a seu favor, buscando alianças para conseguirem o que querem. Além disso, acabam fortalecendo a divisão do casal e não a união”, afirma Denise. É como se os adultos dessem abertura para que os filhos manipulem, algo bastante indesejado. “Isso ocorre com ainda mais frequência em filhos de pais separados, quando a criança sente que tem regras diferentes. Nesse caso, estamos falando de casas distintas com rotinas diferentes, mas, mesmo assim, seria importante ter uma norma mais ou menos igual”, diz Marina.

Além disso, A falta de alinhamento na educação dos filhos ainda pode causar insegurança e confusão na criança, que não sabe em quem confiar e qual caminho seguir.

Para contornar o problema, a conversa ainda é melhor solução. Segundo Denise, nessa hora entram na pauta todos os pontos que os pais acham importantes na educação de uma criança. A origem e a própria criação também devem ser levadas em conta: o casal pensa na própria infância e decide o que quer e o que não quer replicar. “É essencial, porém, que um escute o outro para criar o modelo de educação dessa família”, conclui.

Confira em nosso blog outros assuntos que podem te ajudar!
Tem dúvidas de como lidar com esse processo? Nós, Denise Figueiredo e Marina Simas, sócias-diretoras do Instituto do Casal, podemos te ajudar!
Entre em contato pelo e-mail contato@institutodocasal.com.br  ou pelo telefone: (11) 99404-2702

Acompanhe nossas Redes Sociais:

Instagram: https://www.instagram.com/institutodocasal

Facebook: https://www.facebook.com/institutodocasal

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×