Descobri uma traição. E agora?

Descobri uma traição. E agora?

Leia também: Como os casais lidam com a traição?

Após a descoberta, saiba que o relacionamento não vai ser o mesmo.

De antemão, procurem um especialista em terapia de casal para que possam lidar com a situação. Seja seguindo em frente sozinha (o) ou continuando nessa relação.

Veja nossas dicas!
  • Chore

Antes de tudo, coloque tudo para fora e chore. Tenha esse tempo para si.

  • Converse

Analogamente, decida se vai querer continuar com esse relacionamento.

Sim, muitas pessoas querem continuar com seus relacionamentos mesmo após a descoberta.

  • Ponto Final

Em seguida, se forem continuar com a relação, conversem sobre a traição e coloquem um ponto final nessa história. Acima de tudo, nada de trazer o assunto à tona a todo momento.

  • Novo contrato

Posteriormente, façam terapia de casal para ajustarem essa relação. E um novo “contrato” deverá ser combinado entre vocês.

  • Trabalhem para o bem dessa relação

Do mesmo modo, façam passeios juntos, tenham um hobby em comum, tenham um diálogo franco e aberto, tenham um objetivo para alcançarem juntos e tenham mais momentos a dois.

  • Respeitem a decisão

Acima de tudo, respeitem a decisão um do outro outro caso optem por não continuar mais esse relacionamento.

  • invista na sua autoestima

Igualmente, cuide do corpo e da mente. Pratique atividades físicas, comece um curso novo ou retome amizades antigas. Invista no seu bem-estar seja físico ou emocional.

  • Terapia

Dessa forma, se você sentir que não está conseguindo seguir em frente sozinha, peça ajuda e faça terapia. Do mesmo modo, esse será seu momento de autocuidado e amor próprio.

Portanto, se decidir perdoar, perdoe completamente. Nada de usar a traição como moeda de troca ou tábua de salvação. Se decidir seguir em frente, respeite a decisão do outro (a) e invista no seu bem-estar físico e emocional. Se sentir que não está conseguindo segui em frente sozinha (o) peça ajuda e faça terapia.

E você, já descobriu uma traição?

Para refletir:

O que contribuiu para a traição?
Qual foi a lição que ficou?
Vale a pena continuar?
Você conseguirá confiar nele/nela novamente?

Adquira nosso novo jogo interativo: Livro “Vamos falar sobre traição”

Quer conversar? Nos envie um WhatsApp que podemos te ajudar!

3 respostas

  1. Olá, boas dicas. Sou casada há 8 anos, e desde então o meu marido, nunca dormiu em casa. Pois ela é dado para muita bebedeira.
    Quando descobri a primeira traição perdoei. Mas a outra foi feita em minha casa e eu estava em casa quando levou a moça. Ainda amo ele, mas não quero mais estar com ele. Mais o motivo s sociais o os filhos, estão a pesar-me, está deixando-me na dúvida.
    Qual é o conselho ou ajuda que me podem dar? Por favor

    1. Sempre é trazido que pai e mãe sempre serão, mesmo em Divórcio! A questão será conversar a razão do vício do álcool e das duas traições havidas! Pode você, inicialmente fazer, uma auto avaliação: do período antes de casarem e depois: você mudou em relação a ele? a maternidade como que virou prioridade em sua vida, deixando de dar atenção a vida conjugal? Até por exemplos familiares já ouvi relatos de mulheres opinando sobre a carreira do marido, mesmo sem ele pedir opinião ou estar interferindo no orçamento doméstico; o pragmatismo feminino em escolher o que o homem vai vestir ou comprar no supermercado! Muitas vezes o alcoolismo se justifica com a máxima: “Afogar as mágoas no copo” e quando junto vem a traição é como um “saudosismo” de quando namoravam e a vida menos complicada! Quem sabe antes de se separarem, busques ser aquela companheira de quando planejaram casar e, se permitam ter momentos privados: deixando a prole com avós ou tios, sendo importante essa interação familiar. Há alguns meses, encontrei minha sobrinha que até sonhei com a chegada dela antes da minha cunhada ter a confirmação da gravidez e, ela olhou para mim discretamente mas senti se tivesse os pais dela mantido a visita aos avós e tios, ela poderia ter conversado!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×