Como tirar o melhor das relações virtuais

A internet e os aplicativos de namoro são uma realidade consolidada que têm seus desafios. O relacionamento virtual tem crescido exponencialmente nos últimos tempos.

Os aplicativos de relacionamento e namoro virtual e o uso da internet e das redes sociais na busca de um parceiro amoroso estão definitivamente entre nós e vieram para ficar. O que antes tinha um estigma de funcionar apenas para quem não conseguia se relacionar ao vivo, hoje é parte integrante dos celulares da maioria das pessoas solteiras, que aprenderam que a internet. O relacionamento virtual é uma das melhores formas de conhecer pessoas de acordo com o ideal delas.

Os homens, por serem mais práticos, adotaram os aplicativos enquanto uma nova forma de viver e se relacionar. As mulheres  ainda possuem uma visão mais romantizada do amor, mas, quando aderem os aplicativos, gostam das possibilidades encontradas..

Contudo, como tudo na vida, as relações virtuais também precisam de inteligência emocional.

Segundo as especialistas do Instituto do Casal, Denise Miranda de Figueiredo e Marina Simas de Lima, o namoro virtual é considerado relacionamento na era digital. “O vínculo pode ser estabelecido por papel afetivo, reciprocidade, empatia, troca. O que acontece é que, muitas vezes, começa assim e depois vira um formato convencional, com as trocas físicas e também sexuais. Isso faz parte de um todo”, explica Marina, que é, também, consultora de relacionamento do Match Group Latam (de serviços como Par Perfeito, Our Time entre outros).

A pesquisa

Uma pesquisa conduzida pela organização americana Pew Research Center mostrou que as pessoas estão olhando para essa maneira de se relacionar de forma mais positiva. Por exemplo, no levantamento feito em 2015, 59% das pessoas entrevistadas disseram que as ferramentas virtuais eram um bom jeito de conhecer pessoas. Em 2005, esse número era de 44%.

A verdade é que esses aplicativos podem ajudar, e muito, a viabilizar o encontro de casais. Para Denise, além de serem uma ferramenta muito útil para pessoas tímidas, os apps fazem as vezes de cupido, por meio de algoritmos e da descrição de perfis, já selecionando quem está dentro de pré-requisitos. “A tecnologia pode ajudar a aproximar os mais distantes geograficamente, e surge como novo recurso para os tímidos e não românticos. Porém, também pode distanciar os mais íntimos, em função da forma de comunicação e do uso excessivo da tecnologia. Se bem usada, é muito rica e agrega valor”, avalia Marina.

Equilíbrio

Em outras palavras, as relações virtuais vindas de aplicativo de namoro podem ser fundamentais no início, pois viabilizam encontros e ajudam a estabelecer vínculos antes de realizar o encontro pessoal. Mas, embora já tenha um papel bastante importante nas relações interpessoais, o uso dessa tecnologia requer comedimento, pois se trata de um relacionamento que teve seu início online. “Os aplicativos são uma nova linguagem, que implica cuidados diferentes”, diz Denise.  “O segredo é saber dosar, pois requer investimento emocional e de tempo no seu uso. É preciso usá-los sem se tornar refém deles. Colocar a tecnologia a seu favor e estabelecer limites de tempo”, elabora.

É sempre importante lembrar que viver através de uma tela é fantasia. Com relação a isso, Denise ainda aponta uma dica essencial: quando estiver com alguém, valorize mais o real do que o virtual. “Use com equilíbrio e parcimônia e tenha inteligência emocional para saber lidar com as emoções e com os desafios da vida a dois. Saber conversar e ser romântico pode ajudar também” finaliza Marina.

E você? Conheceu seu parceiro ou parceira em algum site ou aplicativos de namoro?

Compartilhe conosco o que achou do artigo ou entre em contato com o Instituto do Casal.

Confira em nosso blog outros assuntos que podem te ajudar!
Tem dúvidas de como lidar com esse processo? Nós, Denise Figueiredo e Marina Simas, sócias-diretoras do Instituto do Casal, podemos te ajudar!
Entre em contato pelo e-mail contato@institutodocasal.com.br  ou pelo telefone: (11) 99404-2702

Acompanhe nossas Redes Sociais:

Instagram: https://www.instagram.com/institutodocasal

Facebook: https://www.facebook.com/institutodocasal

Uma resposta

  1. Eu estou num relacionamento assim, é minha primeira vez e confesso que meio complicado, principalmente porque ele mora no exterior. Não sei se terei toda paciência pra nos vermos e ainda fica aquela dúvida lá fundo, se ele é realmente a pessoa que ele diz que é.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×