10 dicas para melhorar sua vida sexual

10 dicas para melhorar sua vida sexual

Por que a vida sexual esfria para alguns casais? 10 dicas para melhorar sua vida sexual

Temos recebido relatos de homens e também de mulheres que se queixam da falta de interesse de seus parceiros por sexo.

Leia também: Por que os homens perdem o desejo sexual?

Nesse sentido, seja por causa da rotina, carreira profissional, afazeres domésticos, alguns casais podem enfrentar o esfriamento e distanciamento sexual na relação devido ao estresse, cansaço físico e mental, falta de conexão emocional e falta de comunicação entre o par.

Além disso, uma pesquisa realizada pelo Instituto Kinsey, nos Estados Unidos, 45% dos casais afirmaram ter relações com os seus parceiros apenas algumas vezes por mês. Da mesma forma, e mesmo quando o casal faz sexo, a relação se torna tão rotineira, que acaba por não promover tanto prazer, quanto no início do relacionamento.

Veja aqui algumas dicas:

1 – Dê tempo ao tempo
Investir mais tempo em fazer amor pode levar a experiências sexuais novas.

2 – Informação
Pesquisem sobre relacionamento
e troquem informações sobre o que descobriram

3 – Lubrifique-se
Façam o uso de lubrificantes e tenham uma relação mais prazerosa com géis que esquentam e esfriam.

4 – Seja uma pessoa afetuosa
Não deixem de lado os abraços e os beijos, pois eles são essenciais para manter vínculos emocionais e físicos ativos.

5 – Contato
Algumas técnicas de contato sensorial podem ajudar vocês a recuperarem a intimidade física sem toda a pressão do momento. A ideia é que vocês toquem um ao outro enquanto cada um se concentra em suas percepções e sensações.

6 – Experimente posições sexuais
Aumentar o repertório de posições, além de fazer o sexo ser mais interessante, pode ajudar a atingir o orgasmo mais rapidamente.

7 – Conversem sobre fantasias
Conversem e procurem colocar em prática as fantasias sexuais de vocês. Dessa forma, aproveitem para curtir o momento a dois.

8 – Estejam relaxados
Façam algo que acalme e que façam vocês se sentirem bem antes de começar uma relação sexual.

9 – Sex Toys
Façam um passeio no sex shop e escolham algo para usarem juntos.

10 – Ajuda
Nesse ínterim, se mesmo após essas dicas, ainda encontrarem dificuldades, busquem ajuda de um profissional especializado em terapia de casal.

Em suma, um relacionamento é feito de evolução e muito diálogo. Juntos vocês podem encontrar pontos de melhoria na relação e viver de modo pleno e feliz.

Gostou das nossas dicas?

Marque agora mesmo uma sessão de terapia em nosso site, ou entre em contato conosco! E não esqueça de seguir nossas redes sociais!

5 respostas

  1. Os místicos comentam muito das chamadas conexões! E geralmente a gente percebe um ater-se a anatomia e/ou genero, mas a velhice como que “derruba” tais paradigmas! Quando tivemos a nossa primeira vez: eu 56 anos e ele com 59 anos, estávamos com “diferenciais” atrelados a velhice, como a melhor posição para mim para ser penetrado e ele por ser magro, braços e pernas menos atrativas, nem por isso, evitou nossa fluidez sexual! Citei meu exemplo, porque ele sexualmente havia sido hetero e eu homo, nós dois cisgeneros. Ai dois homens experientes em dimensões sexuais “diferentes”, mas ele penetrou anus masculino com “maestria”, me encantando e eu sentindo a boa performance dele! Não fosse nossa conexão, mesmo até então sem convivermos, continuaremos como antes! Essa conexão é como o mecânico perto de um carro: “eles” sabem que se entendem:)

  2. Estou completamente perdida, chorando escondida, meu marido não se lembra que precisamos namorar, passa exatamente td na minha cabeça, ele tem só 54anos, não consigo acreditar que é velhice, tenho 46estou Viva, ja cobrei, mas continou na mesma,o que deve estar acontecendo não consigo entender, sinto uma tristeza uma angustia muito grande,

    1. A gente consegue manter a vitalidade sexual quando a psique faz parte da Sexualidade! Quando a Sexualidade é focada na parte fisiologica, com a idade a mulher e o homem, em conjunto ou um dos cônjuges, “esfriam”! A mulher “da sinais” adotando o “terninho”: calça cumprida e camisa ainda que com algum rendado; cabelos curtos se antes não havia começado a adotar esse corte! No homem: ficam bem falantes, participam mais de rodinhas de fofoca (ou como o porteiro noturno do prédio que moro, que chega para trabalhar comentando do programa fofocalizando, com a colega que vai lhe passar o serviço depois); no homem, também, o gesticular com as mãos ficam mais “frenéticos”, como se percebe com veterano narrador de futebol!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×