mulher

Atenção casais: não tratem seus parceiros como filhos!

Muitos casais adquirem, ao longo do tempo, uma série de dinâmicas que podem prejudicar o relacionamento conjugal. Há, por exemplo, os competidores, aqueles que disputam entre si algum tipo de superioridade, os melhores amigos, que transformam a relação num sistema exclusivo de amizade, os dependentes emocionais, que transferem a felicidade e a autorrealização ao outro,[…]

fogo

Descubra o segredo para reacender o romance em relacionamentos longos

Relacionamentos sólidos e duradouros não nascem do dia para a noite. Eles são feitos de ingredientes como comprometimento, intimidade, perdão e, na maioria dos casos, muita dedicação e investimento para dar certo. Apaixonar-se é parte mais fácil. O principal desafio dos casais que estão juntos há muitos anos é reacender a chama do romance de[…]

filhos ou não

Filhos no casamento: quando um não quer, há briga, sim!

O famoso ditado popular “quando um não quer, dois não brigam” pode ser aplicado a quase tudo na vida. Quase tudo. Quando se trata, porém, de escolher ter filhos ou não, o conflito pode se instalar na vida do casal, sobretudo quando o desejo de um for o inverso do que outro espera do matrimônio[…]

traição

O que fazer quando são os filhos que descobrem a infidelidade?

Descobrir que o (a) parceiro (a) tem um caso extraconjugal é devastador para qualquer pessoa. Mas, imagine quando a traição é descoberta pelos filhos? Esta é uma situação cada vez mais comum, principalmente pela facilidade que as crianças e adolescentes têm com a tecnologia, ou seja, basta um descuido para que eles vejam mensagens ou[…]

coração partdio

Perda de um grande amor pode levar à Síndrome do Coração Partido

O termo “coração partido” é usado muitas vezes como metáfora em poemas, músicas e cartas de amor. Na medicina, porém, tem um significado muito mais literal: é uma disfunção do ventrículo esquerdo (VE), reversível na ausência de coronariopatia obstrutiva, chamada de Síndrome do Coração Partido. Já, na psicologia, esse fenômeno pode ter sérias implicações emocionais,[…]

 

Responsável Técnico: Marina Simas de Lima – CRP 0644524-5

Nosso material tem como único objetivo fornecer informações e não deve ser utilizado
para realizar autodiagnóstico, autotratamento ou automedicação.
Em caso de dúvidas, consulte um médico.

Termos e Serviços