Descubra o segredo para reacender o romance em relacionamentos longos

Descubra o segredo para reacender o romance em relacionamentos longos

Relacionamentos sólidos e duradouros não nascem do dia para a noite. Eles são feitos de ingredientes como comprometimento, intimidade, perdão e, na maioria dos casos, muita dedicação e investimento para dar certo. Apaixonar-se é parte mais fácil. O principal desafio dos casais que estão juntos há muitos anos é reacender a chama do romance de tempos em tempos.

Segundo a psicóloga Denise Miranda de Figueiredo, terapeuta de casais e cofundadora do Instituto do Casal, manter o romantismo ou resgatar os sentimentos vividos no namoro são desafios e desejos constantes dos casais. A explicação para querer vivenciar a paixão novamente é científica. “Quando estamos apaixonados nosso organismo passa a produzir e a secretar certos hormônios e neurotransmissores em maior quantidade, como a feniletilamina, noradrenalina e dopamina e ocitocina, por exemplo”.

Essa química estimula o sistema de recompensa, responsável pelas sensações de bem-estar e prazer que sentimos ao comer, beber, fazer sexo. O prazer gerado pelo sistema de recompensa é imediato e seu efeito passa muito rápido. Desta forma, para sentir novamente a mesma sensação, a tendência é repetir os mesmos comportamentos. Essa é uma explicação muito boa para o comportamento obsessivo que temos ao nos apaixonar”, explica a psicóloga Marina Simas de Lima, terapeuta de casais e cofundadora do Instituto do Casal.

E quando a paixão acaba?

A paixão, segundo estudos, dura em média seis meses. Depois, há dois caminhos: ou se transforma em amor, ou acaba. Entretanto, essa química cerebral pode causar uma espécie de “dependência”. O sistema de recompensa é o mesmo ativado quando alguém é dependente químico, ou quando é viciado em jogar, comprar ou comer. Isso explica porque muitos casais desejam vivenciar o furor do início do namoro, mesmo anos mais tarde.

Mas, será que isso é possível? Segundo um estudo feito pelo psicólogo Arthur Aron, em seu Laboratório de Relacionamentos Interpessoais, ligado à Universidade de Nova York, há uma maneira simples de reativar o sistema de recompensa dos casais: fazer algo novo e excitante juntos, de forma regular.

“Sabemos que novas experiências ativam o sistema de recompensa do cérebro. A teoria de Arthur Aron, um grande estudioso do amor, é que quando os casais realizam uma atividade nova juntos, pode trazer a motivação que sentiram nos primeiros meses de relacionamento. Sua pesquisa nos mostra ainda que os casais que compartilhavam experiências excitantes e novas juntos, de forma regular, tinham uma melhora importante na felicidade conjugal quando comparados àqueles que faziam atividades triviais, como sair para jantar, viajar com os filhos, etc.”, comenta Denise.

“Não há uma fórmula mágica e talvez isso não funcione para todos os casais. Um bom ponto de partida é entender o que faz o (a) parceiro (a) se sentir amado (a). Isso ajuda a evitar conflitos e contribui para resgatar o romance. Um exemplo: se a mulher gosta de receber flores, mande flores despretensiosamente, sem qualquer motivo mesmo”, diz Marina.

“Mas, como regra geral, casais juntos há mais de dois anos podem investir em experiências novas e excitantes de forma regular. Pode ser uma forma simples de resgatar o entusiasmo dos tempos de namoro e, por que não, uma maneira de reacender o romance?”, concluem as especialistas.

Compartilhe no

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Responsável Técnico: Marina Simas de Lima – CRP 0644524-5

Nosso material tem como único objetivo fornecer informações e não deve ser utilizado
para realizar autodiagnóstico, autotratamento ou automedicação.
Em caso de dúvidas, consulte um médico.

Termos e Serviços